Currículo dos Oficineiros

Mariana Roncale Martins

Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Educação pela UFSC, na linha de pesquisa Educação e Comunicação. Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Educação Musical pela UDESC. Possui graduação em Publicidade e Propaganda pela Newton Paiva (Belo Horizonte, MG). Possui Licenciatura em Música com habilitação em Clarinete pela UEMG. Atualmente é integrante do grupo de pesquisa Música e Educação (MUSE) em Florianópolis e do Grupo de pesquisa Edumídia (UFSC). É musicista, atuando como clarinetista em diferentes grupos musicais. Possui experiências como professora de música e comunicação na educação infantil e no ensino fundamental, já coordenou projetos de Jornal Escolar e Rádio Escolar. É Educadora Musical, já ministrou disciplinas de musicalização, flauta doce e prática em conjunto. Atua no projeto Educom.Cine(UDESC). Apresentou e produziu os programas de rádio "Samba na Cumbuca" e "Escâmbio da WebRádio Cambio-S. Foi representante da rede Catitu Cultural no Fórum da Música de Minas Gerais e produtora auxiliar do Programa Música Minas. Seu campo de trabalho se situa nas áreas de Música, Cultura, Educação e Comunicação com ênfase em Cultura Popular.

Oficina Rádio na escola

Fernanda Lino

Doutoranda em Educação pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), na linha Educação, Comunicação e Tecnologias. Possui graduação em Pedagogia pela UDESC, especialização em Tecnologias da Informação e da Comunicação na Promoção da Aprendizagem pela UFRGS e Mestrado em Educação, na linha Educação e Comunicação, pela UFSC. Tem experiência na área de Ensino Fundamental, com ênfase em Educomunicação, Tecnologia Educacional e Educação a Distância. Desde 2005 é professora de Tecnologia Educacional na Rede Municipal de Ensino de Florianópolis. Atuou na equipe pedagógica do Polo Florianópolis da Universidade Aberta do Brasil (UAB) e como tutora na modalidade a distância em cursos de formação complementar para professores (PMF), no curso de Pedagogia (UDESC) e de Letras (UFSC).

Oficina - Cyberbullying: caminhos para o combate no âmbito educativo

Thiago Reginaldo

Doutorando em Educação (UDESC) com período sanduíche na Universidade Aberta de Portugal (UAb) em Lisboa. Mestre em Engenharia e Gestão do Conhecimento (UFSC). Licenciado em Educação Física (UDESC); Licenciado em Pedagogia (UNISUL); Bacharel em Design (UFSC); Tecnólogo em Tecnologia da Informação (IFSC). Atual pesquisador do Educom Floripa e formador de professores da rede pública e privada de ensino. Atua nas áreas de Educação, Tecnologias, Design, Mídias, Ensino e Aprendizagens, Alfabetização e Letramentos.

Oficina - Letramentos na cultura digital: sensibilizações, índices e dispositivos para práticas pedagógicas educomunicativas

Elizane de Andrade

Possui graduação em Pedagogia habilitação em anos iniciais e Mestrado em Educação pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Atualmente é Doutoranda no Programa de Pós graduação em Educação da UDESC. Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Comunicação e Tecnologia (EducomFloripa), CNPq/UDESC e também membro do Laboratório de Mídias e Práticas Educativas - LAMPE/FAED/UDESC. Em 2014/2015 realizou estágio científico avançado em Braga Portugal na Universidade do Minho - UMINHO (Doutorado sanduíche).

Oficina - Práticas Pedagógicas Educomunicativas e questões gênero: oficina de sensibilização a partir do dispositivo da telenovela Gabriela

Kamila Regina de Souza

Doutora em Educação (2017/1), Linha de pesquisa Educação, Comunicação e Tecnologia, da Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC. Mestra em Educação (2013/1) pela mesma universidade e linha de pesquisa. Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário Municipal de São José/USJ (2010). Docente do curso de Pedagogia do USJ. Sócia da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação (ABPEducom). Coordenadora do Núcleo Regional da ABPEducom em Santa Catarina. Assessora pedagógica da Plataforma Smartlab em Florianópolis/SC. Principais temas de pesquisa: Docência; Brincadeira e cultura lúdica. Educação. Educomunicação. Educação Infantil. Práticas Pedagógicas (Educomunicativas); Didática. Formação de Professores. Ecossistemas Comunicativos. Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC). Desenho Animado. Mídias.

Oficina - Práticas Pedagógicas Educomunicativas e questões gênero: oficina de sensibilização a partir do dispositivo da telenovela Gabriela

Vanice dos Santos

Docente pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Planalto Catarinense (PPGE/UNIPLAC). Assessora pedagógica de Educomunicação na 23ª Coordenadoria Regional de Educação/RS. Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica - Regional Planalto Catarinense (UNIPLAC), pesquisadora associada ao Núcleo de Estudos em Tecnologias Digitais na Educação (UFRGS) e ao Grupo de Pesquisa Rede de egressos: conhecimento para transformação social. Filiada a Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação (ABPeducom). Participa como avaliadora em eventos e periódicos acadêmicos. Doutora em Educação (PPGEDU/UFRGS), Mestre em Filosofia e Licenciada em Filosofia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Especialista em Tutoria em Educação a Distância pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Especialista em Teoria e Prática Pós-construtivista das Aprendizagens Escolares (GEEMPA/RS). Têm experiência tanto na área de Educação como de Filosofia e Novas Tecnologias, em especial nos processos formativos, nas temáticas de educação filosófica e filosofia na era do digital. Membro do Conselho Editorial da Uniplac. Representante do Stricto Sensu no Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Uniplac. Integrante do grupo Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica (NESEF - Regional Planalto Catarinense).

Oficina -  Educomunicação:  possibilidades das mídias digitais para a educação

Anne Carolina Rodrigues Klaar

Mestra em Educação na Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC). Integra a pesquisa Conflitos sociais e forças morais: educação para convivência solidária. Possui graduação em Moda - Estilismo Industrial pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB). É instrutora com graduação especialista II no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/SC), nas disciplinas de Comunicação Oral e Escrita; e Metodologia para Elaboração de Projetos. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Moda (Estilismo Industrial). Integrante do grupo Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica (NESEF - Regional Planalto Catarinense).

Oficina -  Educomunicação:  possibilidades das mídias digitais para a educação

Luciana Nunes Garcia Ferreira

Mestranda em Educação na Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC). Possui graduação em Letras (UNIPLAC). Atualmente é Professora da Prefeitura Municipal de Lages na educação infantil. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Tópicos Específicos de Educação. Integrante do grupo Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica (NESEF - Regional Planalto Catarinense). 

Oficina -  Educomunicação:  possibilidades das mídias digitais para a educação

Luciana Souza de Oliveira Costa

Mestranda em Educação pela Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC), na Linha de Pesquisa 1 - Políticas e Processos Formativos em Educação. Pós-graduada em Língua Inglesa - Tradutor e Intérprete e graduada em Letras - Português, Inglês e Literaturas Correspondentes (UNIPLAC). Atualmente é professora de Língua Inglesa nas redes municipal de educação de Lages e do estado de Santa Catarina. Integrante do grupo Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica (NESEF - Regional Planalto Catarinense).

Oficina -  Educomunicação:  possibilidades das mídias digitais para a educação

Chicolam

José Francisco Peligrino Xavier, conhecido como Chicolam, nasceu em São Paulo, Capital, em 1974.

 

Graduado pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo no ano de 1997, realizou em seu Trabalho de Conclusão de Curso em Desenho Industrial o projeto Menino Caranguejo, um personagem de História em Quadrinhos em defesa dos Manguezais.

 

Em 2003 se mudou da cidade de São Paulo para a cidade de Joinville, em Santa Catarina, para lecionar no curso de Design da Univille - Universidade da Região de Joinville. Em 2007 obteve o título de Mestre em Educação com a Dissertação DESENHO ANIMADO AMBIENTAL: Uso do Desenho Animado Ambiental como estratégia metodológica para Educação Ambiental.

 

Em 2010 junto com sua esposa, Viviane Cris Mendes e com os amigos Fabiano Debortoli e Eugênio Siqueira fundaram o Instituto Caranguejo de Educação Ambiental com o objetivo de produção de materiais focados na educação ambiental utilizando quadrinhos e animação com os personagens do Menino Caranguejo e a Turma do Mangue. E de lá para cá vem realizando palestras, workshops e visitas em diversas escolas, abordando, por meio da linguagem dos quadrinhos, uma nova perspectiva sobre os valores culturais e socioambientais.

 

Publica diariamente tirinhas com a turma do Mangue nos principais jornais de Santa Catarina: A Notícia de Joinville, Jornal de Santa Catarina de Blumenau e Diário Catarinense de Florianópolis.

Oficina - Animação na educação

Please reload