Socialização de pesquisas valoriza práticas científicas e encerra ciclo de partilhas dos Colóquios

Marcela Brito (Cuiabá-MT)| Equipe da Cobertura Colaborativa dos Colóquios*

Mediadoras das socializações

Mediadoras das socializações


A partilha de pesquisas e experiências foi realizada por um grupo de pesquisadoras e pesquisadores durante os Colóquios de Educomunicação, d. Entre uma apresentação e outra, ficou a defesa de que pesquisas e ciência podem melhorar a realidade das pessoas.


O momento pandêmico foi registrado e as homenagens foram feitas com a dedicação de um minuto de silêncio logo no início. A socialização de pesquisas contou com Ma,Ana Flávia Garcez e a doutoranda Wanessa Matos como coordenadoras das partilhas da Educom Floripa, Edumídia, Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre ensino de Filosofia e Educação Filosófica, Mídia e Conhecimento, EduC-Digital e OIEducom Bernunça.

Confiram as pesquisas socializadas:


Doutor Rafael Gué Martini e o intérprete Giliard

Doutor Rafael Gué Martini e o intérprete Giliard


Educom.cine – A tese “Educomunicador como agente de integração das tecnologias de informação e comunicação na escola” (Uminho-Portugal) apresentada pelo professor doutor Rafael Gué Martini (Educom Floripa), organizador dos colóquios, com o Estudo de Caso – Programa de Extensão Educom.cine que ocorreu em uma escola pública de Florianópolis em 2015. De acordo com o pesquisador, 20 estudantes fizeram parte da pesquisa-ação, houve a realização de oficinas audiovisuais. Entre os produtos esteve o programa “Luz, Câmera, Educomunicação”. A pesquisa apontou uma nova taxonomia para a educomunicação, analisou as práticas pedagógicas educomunicativas (PPE), destacou a pedagogia do lugar e o empoderamento dos jovens.


Doutora Patrícia Fiuza que apresentou a pesquisa de Cátia Regina Bernardes Fernandes

Estudantes e internet – A segunda apresentação foi realizada pela orientadora da pesquisa, a professora doutora, Patrícia Fiuza, que representou a autora da pesquisa “Estudantes e suas relações com a internet: habilidades digitais e o desempenho no Ensino Fundamental” (UFCS), a mestranda Cátia Regina Bernardes Fernandes (Mídia e Conhecimento / Labmidia). Devido à covid-19, a pesquisadora se ausentou do evento para cuidar dos pais acometidos pelo vírus. O objetivo da pesquisa foi analisar a relação das habilidades digitais, o perfil de uso da internet e o desempenho dos estudantes. Houve um levantamento do perfil de um grupo de 80 participantes e constatou-se que não foi possível identificar se o desempenho dos analisados está relacionado ao uso da internet e das tecnologias.


Pesquisador Juliano Carrer

Movimentos sociais e cultura digital – O pesquisador da Unesc, Juliano Carrer (EducDigital), expôs sua dissertação “Movimentos sociais na cultura digital e a formação humana”. A pesquisa apresenta conceitos sobre movimentos sociais, cidadania, formação humana e o movimento social em rede. O grupo “Coletivo Amplifica” foi o público-alvo com a participação de universitárias feministas do curso de Engenharia. Entre os destaques está a defesa do movimento social, atuar para mudar a realidade na faculdade e como a atuação em rede ganha espaço no universo de lutas.


Pesquisadora Poliana Pereira

Ambiente Virtual Interativo – A pesquisadora Poliana Francibele de Oliveira Pereira , mestra, (Mídia e Conhecimento / Labmidia), apresentou sua dissertação defendida na UFSC, em 2019, com o título “Ambiente Virtual Interativo para o ensino de anatomia humana: um jogo sério para o Sistema Muscular.’ O objetivo foi trabalhar com professores e universitários que trabalham com anatomia humana de forma a possibilitar maior interação entre o conteúdo e a prática.



Pesquisadora Luciana Costa

Educom na Língua Inglesa – Luciana Souza de Oliveira Costa, mestre em Educação(NESEF Regional Planalto Catarinense) apresentou o trabalho “Perspectivas educomunicativas nas práticas escolares de língua inglesa”. A pesquisa apresenta a educomunicação como paradigma que direciona ações educativas para facilitar a interação entre os estudantes e valorizar o processo de ensino e aprendizagem. Destacou-se que as práticas na interface da educação e da comunicação possibilitam a dialogicidade e o processo de ensinar-aprender.


Pesquisadora Michele Oliveira

Literacia – A sexta apresentação da tarde foi da pesquisadora Michele Mezari Oliveira (EducDigital), mestre em educação com o tema “Literacia Digital Crítica: apropriações de conhecimentos para a prática social”. De acordo com a professora, o termo literacia foi utilizado na pesquisa devido às buscas nos bancos de dados do Brasil, Portugal e Espanha apresentarem mais trabalhos com este termo na plataforma Cielo. Entre os destaques está a importância da literacia crítica para que os sujeitos se apropriem dos conhecimentos para lidar com o contexto diário.


Pesquisadora Klater Arndt

Letramento midiático - Klalter Bez Fontana Arndt (Edumídia), é doutoranda na linha de pesquisa: Educação e Comunicação. Ela dedicou-se em sua pesquisa a identificar o letramento midiático de pedagogas e pedagogos, como se dá a prática no contexto de pandemia e como será após esta fase. O tema do trabalho é “Narrativas, trajetórias e práticas docentes: um olhar sobre o letramento midiático de pedagogas”. A pesquisadoraapresentou o questionamento “Pensar a educação no presencial, será que haverá uma nova educação?”.


Pesquisadora Bruna Anastácio

Programa lúdico – A pesquisadora, doutoranda Bruna Santana Anastácio (Edumídia) fechou o ciclo de socialização com a pesquisa “PRÓ-LIFE - Programa Lúdico de Intervenção para as Funções Executivas: desenvolvimento e avaliação no contexto escolar”. O objetivo foi desenvolver um programa lúdico de intervenção para o aprimoramento das funções executivas das crianças dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Destacou-se as aulas temáticas, a utilização da música, dos jogos e a gamificação.


A coordenadora da socialização, Wanessa Matos, fez uma provocação aos participantes para elencar os maiores desafios da pesquisa neste contexto e parabenizou a atuação de cada qual em sua área de atuação. Informações sobre os trabalhos estão disponíveis na descrição do canal do Youtube Educom Floripa, onde o vídeo está disponível.


O VIII Colóquio Ibero-americano de Educomunicação e o IX Colóquio Catarinense de Educomunicação, que ocorrem simultaneamente desde 2012, dedicaramse este ano à temática da "Educomunicação em tempos de pandemia: práticas e desafios", temática influenciada pela pandemia do Novo Coronavírus.


Saiba mais no site: Educom Floripa


_________________________________________________________________________________

* Uma equipe com voluntários(as) de diversos lugares do país está contribuindo com a cobertura dos Colóquios de modo colaborativo. Críticas e sugestões podem ser feitas em coberturacolaborativaeducom@gmail.com/

6 visualizações

© 2018 - 2021 por Educom Floripa

  • Instagram
  • Facebook Social Icon